Parceria do OSB-Limeira com outras instituições faz com que retorno à cidade passe em 3 anos de R$ 20 para R$ 27 a cada R$ 100 investidos

A participação de empresas de Limeira nas licitações municipais deu um salto significativo nos últimos três anos. Levantamento da Coalizão Municipal para Licitações, uma parceria do Observatório Social do Brasil – Limeira com a Prefeitura e algumas das mais importantes instituições da cidade, mostra que, em 2018, para cada R$ 100,00 utilizados em compras pelo Poder Público municipal, apenas R$ 20,53 ficavam com o empresariado local. Em 2020, este número já está em R$ 27,34.

A Coalizão, que teve participação de SEBRAE, ACIL, Senai, Senac, Sesi e APECL, realizou, entre junho de 2018 e março de 2020, a capacitação de 157 pessoas para participação em licitações públicas, o que resultou em um aumento do interesse dos empresários locais nesse tipo de certame. Essa iniciativa resultou, inclusive, no Prêmio Estadual “Prefeito Empreendedor”, que Limeira ganhou em 2019.

A cada ano, a administração municipal dispende mais de R$ 100 milhões em compras. Em 2018, do total investido pela Prefeitura, R$ 123,4 milhões foram para empresas de outras cidades, enquanto R$ 31,8 milhões ficaram em Limeira. Essa relação, em 2019, foi de, respectivamente, R$ 100,5 milhões e R$ 29,9 milhões. Neste ano, até 31 de julho, o empresariado local ficou com R$ 15,1 milhões, contra R$ 40,1 milhões que saíram do município.

Raul Groppo, presidente do Conselho de Administração do OSB-Limeira, enumera uma série de benefícios que essa evolução da participação dos empresários locais nas compras públicas traz para a cidade. Primeiramente, porque quando se aumenta o número de pessoas preparadas para participar de licitações, mais cresce a concorrência, o que traz economia para o município, além de possibilitar mais transparência em todo processo licitatório, reduzindo as chances de corrupção.

CUSTO X BENEFÍCIO DO OSB-LIMEIRA

“Se o fornecedor que ganhou a concorrência for local, facilita o acompanhamento da entrega ou da realização do serviço”, acrescenta Groppo. “Além disso, a compra pública retorna à economia local, fomentando mais negócios em nossa cidade”. E o presidente destaca ainda mais um ponto: “Ao fornecer para o Poder Público local, o empresário está realizando uma atividade de cidadania e ampliando seus canais de venda, o que, na crise pela qual passamos, é algo bastante bem-vindo”.

Se as compras públicas de 2019 e 2020 forem comparadas com as de 2018, chega-se à conclusão de que foram praticamente R$ 7 milhões a mais circulando em Limeira do que o valor esperado se não houvesse essa iniciativa da Coalizão. “Levando-se em conta que a receita do OSB-Limeira neste mesmo período foi de R$ 72 mil, concluímos que, para cada R$ 1,00 investido na nossa instituição, R$ 96,00 retornaram para a economia local”.

Groppo lembra que o Observatório Social do Brasil conta com a Escola da Cidadania, uma solução de ensino à distância cuja proposta é trazer, de forma acessível, cursos e qualificações a cidadãos, empresários e servidores públicos em diversas áreas, incluindo licitações e compras governamentais.

Mais informações sobre a Escola da Cidadania aqui.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Unimed e Presscom Comunicação

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *