Posts

Pesquisa do OSB-Limeira e Limite mostra que grande parte dos limeirenses cita ações sociais como iniciativas de cidadania

A iniciativa cidadã que os limeirenses mais praticam, em sua visão, são ações sociais, mostra pesquisa encomendada pelo Observatório Social do Brasil – Limeira à Limite Consultoria e Pesquisa. Dos 409 entrevistados em todas as regiões da cidade entre os dias 2 e 9 de agosto, 50,9% deram essa resposta à pergunta “Quais práticas de cidadania você tem o hábito de realizar?”. Em ações sociais, foram agrupadas medidas como doações e trabalho voluntário.

Enquanto 29,7% não souberam responder à pergunta, outros 19,4% citaram como exemplos de práticas de cidadania ações realizadas em favor do meio ambiente, como reciclar materiais, limpeza de espaço público e reutilização de óleo de cozinha. Somente 0,9% dos entrevistados citaram o voto como exemplo prático de cidadania.

“Essas respostas nos remetem a uma questão conceitual da palavra cidadania, que no dicionário quer dizer condição de quem possui direitos civis, políticos e sociais, ou seja, que garantem a participação na vida política”, analisa Luciano Faber, presidente do Conselho de Administração do OSB-Limeira. A questão traz à tona o quanto a população ainda está longe de compreender de maneira adequada o conceito de cidadania. “Para praticar sua cidadania, não é preciso ser filiado a um partido político, mas sim colaborar para a melhoria da cidade, estando atento ao trabalho dos governantes e participando ativamente do dia a dia da gestão pública”.

EVIDÊNCIAS E INDICADORES

Foi essa percepção que fundamentou o objetivo do OSB-Limeira ao realizar a pesquisa. Avaliando noções e comportamentos de cidadania, a instituição busca gerar evidências e indicadores para auxiliá-la nas discussões com o Executivo e o Legislativo sobre mecanismos para ampliação da participação popular na gestão pública. Melhorias na comunicação do Poder Público com a sociedade e ações que visem a inserção do tema cidadania nas estratégias do município também fazem parte dessa meta.

Além disso, o OSB-Limeira pretende utilizar os indicadores para desenvolver projetos de educação para cidadania junto aos jovens da cidade, e com isso ampliar a conscientização social na busca contínua de empoderamento do cidadão e de ações transformadoras em prol de toda a sociedade limeirense.

A pesquisa buscou saber qual o nível de conhecimento sobre cidadania dos entrevistados. Numa escala de 0 a 10, a autoavaliação média foi de 6,6. Chama a atenção o fato de que, entre os que se autoavaliaram com nota igual ou inferior a 6, 51,6% estão na faixa entre 14 e 29 anos, 58,1% possuem grau de escolaridade até o ensino fundamental e 56,4% têm renda familiar até dois salários mínimos mensais.

PERCEPÇÃO DE CIDADANIA

Os entrevistados também foram convidados a usar a mesma escala para avaliar a percepção de cidadania em Limeira. A nota média foi de 6,2, sendo que apenas 12,2% deram 9 ou 10. Quando questionados sobre seus direitos e deveres de cidadão, 52,4% afirmaram conhecê-los parcialmente, enquanto 32,1% disseram que conhecem bem e 15,5% que não conhecem.

Entre aqueles que garantiram conhecer bem seus direitos e deveres, em torno de 30% têm grau de escolaridade entre ensino médio e ensino superior, além de renda familiar superior a dois salários mínimos. No grupo dos que responderam que não conhecem, impressiona que em torno de 10% possuem ensino superior e renda familiar maior do que cinco salários mínimos.

“Podemos afirmar, resumidamente, que quase 70% da população de Limeira acima de 14 anos de idade conhece parcialmente ou desconhece seus direitos e deveres”, destaca Faber sobre a pesquisa, cujo método de coleta empregado foi a entrevista pessoal, individual e domiciliar e a margem de erro para os índices é de no máximo 4,5%, dentro de um intervalo de confiança de 95%.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Auto Peças Motoristas, Data System, Realen Folheados, Wise, Pralana, AirZap, Plant Defender, Fiat Impéria, Doutor Imposto de Renda, Data Smart, Solutions BI, Life Circo, Renove e Presscom Comunicação.

Pesquisa do OSB-Limeira e Limite com 490 entrevistados mostra população bem distante dos trabalhos legislativos na cidade

Uma pesquisa encomendada pelo Observatório Social do Brasil – Limeira à Limite Consultoria e Pesquisa mostra que a população de Limeira está bastante desinteressada dos trabalhos desenvolvidos pela Câmara Municipal. Inédito, o levantamento, que buscou aferir a percepção de cidadania entre os limeirenses, revelou que 70,3% dos moradores nunca estiveram na Casa Legislativa, também conhecida como Casa do Povo.

A pesquisa de opinião pública quantitativa foi realizada nos dias 2 e 9 de agosto de 2021 e aplicou 23 perguntas em formato fechado a moradores de Limeira com idade igual ou superior a 14 anos. O método de coleta empregada foi a entrevista pessoal, individual e domiciliar. Foram realizadas 490 entrevistas nas seis regiões do município. A margem de erro para os índices é de no máximo 4,5%, dentro de um intervalo de confiança de 95%.

Em relação ao interesse da população sobre o trabalho dos vereadores, a pesquisa trouxe outros dados preocupantes. Na faixa etária de 14 a 29 anos, apenas 23,4% disseram que já estiveram na Câmara alguma vez. E do grupo de entrevistados com ensino superior completo, somente 33,3% afirmaram que já foram à Casa por algum motivo. Além disso, 60,6% responderam que nunca acompanharam qualquer sessão legislativa, seja presencialmente ou por transmissão via rádio, internet ou TV Câmara.

MAIS JOVENS E CARENTES

Chama a atenção também o fato de que apenas 26,6% da população afirmou que acompanha, sempre ou às vezes, o trabalho do vereador em quem votou em 2020. A pesquisa detectou ainda que 28,8% dos entrevistados não votaram em 2020, índice semelhante à abstenção de 30,77% no segundo turno, o maior já registrado pela Justiça Eleitoral em Limeira. Falta de interesse ou de tempo foi a justificativa de 60,6% dos cidadãos para não acompanhar o desempenho dos vereadores da atual legislatura.

Em três segmentos – faixa etária de 14 a 29 anos, escolaridade igual ou inferior a ensino fundamental e renda familiar inferior a dois salários mínimos, ou seja, os mais jovens e as classes mais carentes –, mais de 70% admitiram que não acompanham o trabalho legislativo por falta de interesse ou de tempo.

Importante ressaltar que a Câmara é o local designado para acolher o Poder Legislativo do município, com 21 vereadores eleitos pelo voto popular para representar a diversidade e a pluralidade da população.

“É na Câmara que diariamente se decidem os rumos de uma cidade no presente e para o futuro, por meio principalmente de leis e atos de fiscalização para atender os anseios dos eleitores, necessidade de grupos, bairros, associações e indivíduos”, explica Luciano Faber, presidente do Conselho de Administração do OSB-Limeira. “É muito preocupante constatar que, após o voto, a maioria da população permanece passiva aos trabalhos dos vereadores durante quatro anos, até a próxima eleição para vereador”.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Auto Peças Motoristas, Data System, Realen Folheados, Wise, Pralana, AirZap, Plant Defender, Fiat Impéria, Doutor Imposto de Renda, Data Smart, Solutions BI, Life Circo, Renove e Presscom Comunicação.

2ª edição do evento do OSB-Limeira foi encerrada no dia 25 de agosto, reunindo especialistas em comunicação para debater notícias falsas

Educação e atitude cidadã são aliadas fundamentais no combate às fake news. Foi com essa conclusão que chegou ao fim a 2ª edição do Agosto Transparente do Observatório Social do Brasil – Limeira, que teve sua última live no dia 25 de agosto. O painel “Cidadania em tempos de fake news” reuniu nomes de peso da área de comunicação, que analisaram este momento em que as redes sociais são campo fértil para veiculação de notícias falsas.

Outro destaque foi a apresentação de alguns tópicos de uma pesquisa encomendada pelo OSB-Limeira à Limite Consultoria e Pesquisa, que mostra a relação do limeirense com a cidadania e que será divulgada com mais detalhes nas próximas semanas. O OSB-Limeira foi representado neste painel por Valter Koppe, vice-presidente para Assuntos de Controle Social, e pelo voluntário e consultor de marketing digital Alê Vieira, que apresentou todas as quatro lives do evento, integrante do calendário oficial do município.

Voltado para o exercício da cidadania, com foco principal no controle social, qualidade do gasto público e atuação preventiva em relação ao combate à corrupção, em 2021 o Agosto Transparente teve como viés a importância da comunicação para o envolvimento da população nesses temas, com foco ainda mais marcante no encerramento.

Os painelistas foram a jornalista Marcela Rossetto, ex-coordenadora da Assessoria de Imprensa da Procuradoria-Geral do Trabalho, em Brasília; o também jornalista Ronald Freitas, que assessorou ministros de Estado e foi subsecretário de Comunicação do governo do Estado de Minas Gerais; e Jean Sandro Pedroso, presidente da Associação Empresarial de Rio do Sul e vice-presidente de Comunicação do Observatório Social do Brasil.

PESQUISA SOBRE CIDADANIA

Abrindo o painel, Valter Koppe trouxe dados de pesquisas mostrando que grande parte da população brasileira se informa por meio das redes sociais, em índices bastante próximos do estudo que o OSB-Limeira realizou em parceria com a Limite. A pesquisa, que ouviu 490 moradores de Limeira em agosto, mostrou que, sobre assuntos de gestão pública, 42,4% dos entrevistados buscam informações na internet e 41,2% mais especificamente nas redes sociais. Também detectou que 83% sabem o que é fake news e, mesmo assim, 13,8% admitem que já as compartilharam.

Diante disso, Marcela Rossetto fez um apanhado de vários projetos que tramitam no Legislativo brasileiro, criminalizando a propagação de fake news, e lamentou a morosidade com que vêm sendo analisados. “A lei brasileira já prevê punições em crimes contra a honra, e as fake news muitas vezes podem ser enquadradas neles”, opinou. “Mas o avanço tecnológico demanda que sejam tomadas medidas mais específicas em relação a essas notícias falsas”.

Ronald Freitas ressaltou que em países onde há investimento maciço em educação de qualidade, como nos escandinavos e Holanda, as populações sabem se blindar com mais eficiência contra as fake news. “As crianças estão sendo preparadas, na sala de aula, para lidar com a avalanche de informações que recebemos todos os dias”, destacou. “E não estamos falando de investir fortunas nisso, mas somente de termos professores bem treinados para ensinar a usar a tecnologia de forma positiva”.

Jean Pedroso ressaltou que o OSB sempre checa as denúncias que recebe e dá aos envolvidos a oportunidade do contraditório. O cidadão consciente, para ele, deve tomar a mesma atitude quando se depara com uma notícia que pode ser falsa. Ele frisou que há vários sites de checagem e outros meios nos quais as fake news podem ser desmascaradas. “São atos de cidadania checar as informações antes de divulgá-las e ensinar outras pessoas a fazer o mesmo”, defendeu.

PERIGO DAS REDES SOCIAIS

Foi unanimidade entre os painelistas a dificuldade que representa o fato de que as redes sociais usam algoritmos que nos colocam preferencialmente em contato com os outros usuários que pensam de maneira semelhante à nossa. Com isso, desperta-se a sensação de que as informações que nos chegam vêm sempre de fontes confiáveis. “Os ambientes das redes sociais se tornam propícios para que não se questione”, alertou Koppe. “Isso é muito perigoso à medida que milhares de pessoas recebem em segundos uma mensagem”.

“As redes sociais podem ser um prato cheio para enganar desavisados, principalmente numa população como a brasileira, na qual muita gente não tem acesso à formação de senso crítico”, emendou Marcela. “Se tiver bom senso de analisar, a notícia falsa não vai te afetar”, concluiu Pedroso, encerrando os debates de alto nível que marcaram o Agosto Transparente de 2021.

O evento foi aberto no dia 4, enfocando o “Compromisso com Limeira”. A 2ª live, no dia 11, abordou “Transparência: instrumento de controle social”. O 3ª painel, no dia 18, teve como tema “Compras públicas e a economia local”. A íntegra das quatro lives pode ser assistida aqui.

O Agosto Transparente 2021 teve patrocínio de Atlas, ADT, AirZap, Casa das Mangueiras, Enxuto e Pizzaria Don Francesco e apoio de Focalize e Kanal.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Auto Peças Motoristas, Data System, Realen Folheados, Wise, Pralana, AirZap, Plant Defender, Fiat Impéria, Doutor Imposto de Renda, Data Smart, Solutions BI, Life Circo, Renove e Presscom Comunicação.

Última live da 2ª edição do evento do OSB-Limeira acontece no dia 25 de agosto e terá apresentação de pesquisa sobre cidadania

O encerramento da 2ª edição do Agosto Transparente do Observatório Social do Brasil – Limeira, no dia 25 de agosto, às 19h, abordará o tema “Cidadania em tempos de fake news”. Nomes de peso da área de comunicação analisarão este momento em que as redes sociais são campo fértil para veiculação de notícias falsas. Outro destaque do painel será a apresentação de uma pesquisa encomendada pelo OSB-Limeira que mostra a relação do limeirense com a cidadania.

O OSB-Limeira será representado por Valter Koppe, vice-presidente para Assuntos de Controle Social. Os painelistas serão a jornalista Marcela Rossetto, ex-coordenadora da Assessoria de Imprensa da Procuradoria-Geral do Trabalho, em Brasília; o também jornalista Ronald Freitas, que assessorou ministros de Estado e foi subsecretário de Comunicação do governo do Estado de Minas Gerais e diretor de Comunicação da Light; e Jean Sandro Pedroso, diretor da empresa Efetiva Informática, presidente da Associação Empresarial de Rio do Sul e vice-presidente de Comunicação do Observatório Social do Brasil.

Assim como as três primeiras, a live desta semana será totalmente gratuita e aberta ao público no canal do OSB-Limeira no YouTube, não havendo a necessidade de inscrição prévia. Integrante do calendário oficial do município, o Agosto Transparente nesta edição tem como tema central “Atitude cidadã na transformação social”.

O evento é voltado para o exercício da cidadania, com foco principal no controle social, qualidade do gasto público e atuação preventiva em relação ao combate à corrupção, e em 2021 tem como viés a importância da comunicação para o envolvimento da população nesses temas.

O painel de estreia do Agosto Transparente, no dia 4, enfocou o “Compromisso com Limeira”. A 2ª live, no dia 11, abordou “Transparência: instrumento de controle social”. O 3ª painel, no dia 18, teve como tema “Compras públicas e a economia local”. A íntegra das lives já realizadas pode ser assistida aqui e a programação completa está disponível aqui.

O Agosto Transparente 2021 tem patrocínio de Atlas, ADT, AirZap, Casa das Mangueiras, Enxuto e Pizzaria Don Francesco e apoio de Focalize e Kanal.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Auto Peças Motoristas, Data System, Realen Folheados, Wise, Pralana, AirZap, Plant Defender, Fiat Impéria, Doutor Imposto de Renda, Data Smart, Solutions BI, Life Circo, Renove e Presscom Comunicação.

Evento iniciado no dia 4 reúne especialistas de várias áreas e neste ano tem como viés a importância da comunicação

A 2ª edição do Agosto Transparente do Observatório Social do Brasil – Limeira, iniciada no dia 4, prossegue nesta quarta (11) com a realização da 2ª live. O evento, que faz parte do calendário oficial do município, tem como tema central “Atitude cidadã na transformação social”. As lives são totalmente gratuitas e abertas ao público no canal do OSB-Limeira no YouTube, não havendo a necessidade de inscrição prévia. O início é sempre às 19h.

A 2ª live abordará “Transparência: instrumento de controle social”, com enfoque no direito do cidadão à publicidade de todos os dados do Poder Público. Isabela Tomaz de Melo, coordenadora do Grupo de Trabalho Transparência do OSB-Limeira, vai conduzir os debates. A apresentação é de Alê Vieira, voluntário e consultor de marketing digital da instituição.

Os painelistas serão Ney da Nobrega Ribas, empresário e um dos disseminadores da metodologia do Sistema OSB; Marcelo Levy Perruci, auditor federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União; e Karin Urbano Salviato Vieira, advogada com atuação em adequação de negócios à Lei Geral de Proteção de Dados.

O Agosto Transparente é voltado para o exercício da cidadania, com foco principal no controle social, qualidade do gasto público e atuação preventiva em relação ao combate à corrupção. Na edição deste ano, tem como viés a importância da comunicação para o envolvimento da população nesses temas.

1ª LIVE

O painel de estreia do evento teve como tema “Compromisso com Limeira”, termo assinado pelos candidatos a prefeito e vereador nas Eleições 2020. Raul Groppo, presidente do Conselho Consultivo do OSB-Limeira, foi o anfitrião.

Os convidados foram Ieda Makiya, docente da Unicamp e líder de Grupo de Pesquisa do Laboratório de Negócios Sustentáveis na base CNPq; Cristiano Pavini, jornalista e superintendente do Instituto Ribeirão 2030; e Daíza Lacerda, apresentadora do programa Painel Magnificat, da Rádio Magnificat de Limeira.

A íntegra da 1ª live pode ser assistida aqui e a programação completa está disponível aqui. O evento seguirá em todas as quartas deste mês.

O Agosto Transparente 2021 tem patrocínio de Atlas, ADT, AirZap, Casa das Mangueiras, Enxuto e Pizzaria Don Francesco e apoio de Focalize e Kanal.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Auto Peças Motoristas, Data System, Realen Folheados, Wise, Pralana, AirZap, Plant Defender, Fiat Impéria, Doutor Imposto de Renda, Data Smart, Solutions BI, Life Circo e Presscom Comunicação.

Iniciativa está sendo desenvolvida junto aos jovens atendidos pela entidade, com expectativa de que eles multipliquem conceitos

Cerca de 240 jovens atendidos pelo Centro de Aprendizado Metódico e Prático de Limeira (CAMPL-Patrulheiro) passaram a contar, desde terça-feira (2), com uma atividade extracurricular voltada ao incentivo e desenvolvimento à cidadania. A iniciativa partiu do Grupo de Trabalho Educação para Cidadania do Observatório Social do Brasil – Limeira, que disponibilizou quatro instrutores para ministrar as aulas, dentro do projeto Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Nesse projeto, atualmente, o CAMPL oferece formação para adolescentes entre 15 e 18 anos assistidos em programas de capacitação social. Para participar das aulas ministradas pelos voluntários do OSB-Limeira, eles foram divididos em 10 coletivos, com a média de 24 jovens em cada um deles. Os encontros acontecem de forma virtual, pela plataforma Google Meet, e as atividades são realizadas por meio do programa Classroom.

No total, explica Valter Koppe, vice-presidente para Assuntos de Controle Social do OSB-Limeira e um dos instrutores, serão 10 encontros, sempre às terças-feiras, com previsão de encerramento para meados de julho. Além de Koppe, Luciano Faber, presidente do Conselho de Administração do OSB-Limeira, e Vera Cavinatto e Ana Estela Martins, membros do GT Educação para Cidadania, são os responsáveis por passar o conteúdo aos alunos.

DIREITOS E DEVERES

“São aulas expositivas, que convidam o jovem à reflexão”, ressalta Koppe. As exposições giram em torno do tema “Cidadania: conhecendo meus direitos e cumprindo meus deveres”.
Os objetivos são estimular a participação ativa dos adolescentes na vida política de suas comunidades, no reconhecimento de seus principais problemas e no debate público. “Nossa proposta é contribuir para o desenvolvimento do senso crítico, propondo uma reflexão sobre sua própria realidade e de sua comunidade”, detalha Koppe.

A professora aposentada Vera Cavinatto disse que sentiu muita receptividade dos jovens na aula de estreia e contou que está bastante motivada com esse trabalho. “Voltar a encontrar uma classe de adolescentes depois de seis anos longe das salas de aula foi muito prazeroso e gratificante, mesmo sendo online”, avaliou. “Esses jovens do CAMPL têm um foco, seu projeto de vida, e nós estamos ali para somar com nosso apoio e nosso estímulo”. “É nas mãos deles que colocaremos o futuro de nossa cidade”, completou.

O presidente Luciano Faber afirmou acreditar que os jovens do CAMPL vão multiplicar os conceitos recebidos nas aulas junto a suas famílias e seus amigos. “Acreditamos que esse curso terá um impacto muito positivo na vida dos alunos e daqueles que estão a sua volta”, destacou, adiantando que a ideia do OSB-Limeira é firmar parcerias desse tipo com outras escolas dos ensinos Fundamental e Médio.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Valor Ambiental, BluePex, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas, Cozinha da Família, Don Francesco Pizzaria, PrevMed, Helpmóvel, Unimed, Auto Peças Motoristas, Data System, Realen Folheados, Wise, Pralana, AirZap, Plant Defender, Fiat Impéria, Doutor Imposto de Renda, Data Smart e Presscom Comunicação.