Evento do OSB-Limeira terá mais três lives, sempre às quartas à noite, enfocando temas sobre direitos e deveres do cidadão

A Educação Fiscal tem que ganhar mais espaço nas instituições de ensino fundamental, médio e superior. Essa foi a conclusão a que chegou o primeiro painel do Agosto Transparente, que o Observatório Social do Brasil – Limeira realizou no dia 5 de agosto, abordando “Educação Fiscal e Atuação Cidadã”. Foi a live de estreia do evento, que tem como tema “O Cidadão no Controle Social”. As outras acontecerão nos dias 12, 19 e 26 de agosto, sempre com transmissão pelo canal da instituição no YouTube.

O primeiro painel, com mediação de Alessandro Vieira, voluntário e consultor de marketing digital do OSB Limeira, teve como anfitrião Valter Koppe, coordenador do Grupo de Trabalho Educação para a Cidadania. As convidadas foram Belonice Sotoriva, presidente nacional do Observatório Social do Brasil, e Magda Wajcberg, diretora do Centro de Educação Fiscal da Escola de Governo de São Paulo. A audiência contou com interessados de várias partes do país, que também puderam enviar suas perguntas.

DIREITOS E DEVERES

O foco central do painel girou em torno da importância da Educação Fiscal para as mais diversas faixas etárias e classes socioeconômicas, mas em especial crianças e jovens. Os participantes concordaram que o Brasil ainda engatinha nessa questão. “Só é possível buscar seus direitos e exercer seus deveres quando se tem conhecimento”, defendeu Koppe, para quem o ensinamento de questões fiscais pode, inclusive, ser inserido de forma transversal em outras disciplinas, como matemática e história, por exemplo.

Belonice Sotoriva, que, como presidente do OSB nacional, está à frente de 3.500 voluntários atuando em 150 municípios, destacou o trabalho da Escola da Cidadania, que oferece mais de 100 cursos para membros do sistema, empresários e para a população em geral. “Todos são voltados para o controle social, com um braço forte na Educação Fiscal”, frisou.

A presidente destacou um projeto desenvolvido em Brusque (SC), o Observador Mirim, que vem sendo replicado em várias cidades. “É um trabalho que vai para a sala de aula explicar quais as funções do prefeito e dos vereadores, o que é ser cidadão, entre outros temas, para que as crianças cresçam sabendo suas responsabilidades, seus direitos e deveres, e aprendam a fazer o controle social e a participar de forma efetiva da gestão de seus municípios”, detalhou.

INICIATIVAS PULVERIZADAS

Magda Wajcberg explicou que o Centro de Educação Fiscal da Escola de Governo de São Paulo atua em todos os nichos da sociedade, estimulando o cidadão a ter um comportamento ético no dia a dia. “As pessoas precisam entender que a corrupção também está em pequenos atos, como não pedir a nota fiscal em troca de desconto, disseminar fake news ou plagiar um trabalho de escola disponível na internet”, argumentou.

Para a diretora do Centro, as iniciativas de Educação Fiscal atualmente estão pulverizadas em projetos “avulsos” de algumas instituições e professores. “É preciso que tenhamos uma disciplina de Educação Fiscal especialmente no Ensino Médio e em cursos universitários, para que vire uma cultura e desperte nos próprios alunos a importância de difundi-la”, ressaltou.

UM BRASIL MELHOR

Belonice, Koppe e Magda chamaram a atenção para o fato de que 2020, sendo um ano de eleições, deve servir de impulso para mostrar à população que a cidadania não acaba com o voto, mas que deve ser exercida continuamente para aperfeiçoamento da gestão pública em todos os níveis no Brasil. “Não podemos imaginar que a responsabilidade de um Brasil melhor esteja só nas mãos dos políticos”, resumiu a presidente do OSB. “Os cidadãos têm que ajudar a construir um ambiente melhor para as próximas gerações”.

Belonice encerrou sua participação no Agosto Transparente parabenizando o OSB-Limeira pela organização do evento, que, segundo ela, deve ganhar abrangência nacional. “Pode ser o começo de uma grande história”, afirmou. “O Observatório de Limeira é um exemplo para a rede nacional, desenvolvendo ótimas práticas para compartilharmos”.

A presidente deixou um convite aos cidadãos para o 4º Congresso Pacto Pelo Brasil, que terá início no dia 25 de agosto, abordando temas como gestão pública, inovação e tecnologia, integridade e compliance e prevenção à corrupção.

E Koppe fechou a primeira live do Agosto Transparente como uma ótima notícia: a parceria firmada entre o OSB-Limeira e o CAMPL Patrulheiro para fornecimento de conteúdo de Educação Fiscal e Cidadania, que será ministrado aos jovens que se preparam para o mercado de trabalho. A íntegra do painel do dia 5 de agosto está disponível aqui.

A programação completa do Agosto Transparente pode ser conferida aqui.

SOBRE O OSB

O OSB é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, e que já se encontra presente em 150 municípios de 17 Estados brasileiros. Atua na prevenção da corrupção, controle e monitoramento dos gastos públicos, utilizando uma metodologia padronizada, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

INVESTIDORES SOCIAIS DO OSB-LIMEIRA

Atlas, ACIL, Nosso Clube, Cozinha da Família, Valor Ambiental, Sicredi, Prevseg, Alfadimmi, Sicoob, Quality, GF Lanternas e Presscom Comunicação.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *